Como aumentar moldes em escala

Muitos de vocês já devem conhecer o site da Modateca. A Modateca é basicamente um museu de Moda, situado em Santa Catarina, na UDESC. O site contém uma pequena parte do acervo disponível para visualização, com fotos, informações sobre as peças, e até moldes! Isso mesmo, algumas peças têm a reprodução dos seus moldes disponível no site, dá até pra imprimir.

Se vocês derem uma olhada, verão que os moldes estão pequenos. Mas isso não quer dizer que sejam inúteis! Hoje vou lhes ensinar a aumentá-los para tamanho natural! Esse tutorial serve para qualquer molde em escala, desde que você saiba qual é a escala. No caso da Modateca, todos os moldes estão em escala 1:10, como indicado neles mesmos.

A peça que vou usar como exemplo é esse vestido da década de 70, um de meus favoritos do acervo! Se quiserem me acompanhar, fiquem à vontade. Logo abaixo da descrição, está o botão “moldes”. Clique nele para abrir a folha de moldes. O que você vai ver é uma página A4 ou A3, em que foram encaixados todos os moldinhos. Em alguns casos, coube tudo numa folha padrão, mas em outros, tivemos que colocar em folhas A3, que são maiores.

Para descobrir qual é o caso, salve a imagem no computador, e abra o arquivo. Pressione o atalho “Ctrl + P” (Windows) ou “command + P” (Mac). Isso vai abrir a caixa de diálogo de impressão. No meu caso, é assim:

Como aumentar moldes em escala

Está vendo aquela caixinha circulada em vermelho, com o número 104%? Isso indica a escala em que será impressa a imagem. Queremos que seja 100%, se não a imagem ficará distorcida. Se a sua estiver entre 90 e 110%, digite 100% e clique em imprimir.

Como aumentar moldes em escala

Mas se estiver com um número abaixo de 90%, isso indica que a imagem é para folhas maiores, então não pode ser impressa em folhas comuns. Você terá que levar a uma gráfica ou copiadora e pedir uma impressão A3. Não se esqueça de frisar que ela precisa ser impressa em 100%, ok? Isso é essencial.

Depois de impressos os moldes, recorte cada pedaço em um quadrado. Não precisa contornar os moldes, é só pra separá-los.

Como aumentar moldes em escala

Marque todos os pontos importantes do molde, que são essenciais para refazer o contorno. Ponta do ombro, pescoço, barra, etc. Quando houver curvas, coloque pontos nelas também, para que você possa reproduzí-las com precisão. O ideal é marcar esses pontos sobre a linha pontilhada do molde, que é a “linha de costura”. O contorno externo já tem margens de costura, e elas nem sempre são de 1cm.

Escolha um ponto de referência. Geralmente, é um ponto do canto do molde, ou, como no caso de moldes simétricos, no centro inferior. O ideal é que seja em alguma parte mais reta. Na foto acima, o ponto de referência é o vermelho.

Agora pegue um pedaço grande de papel kraft (deverá conter o molde em tamanho natural) e cole um moldinho com fita adesiva em um dos cantos da folha de papel kraft. O canto deve ser o mesmo canto em que foi posicionado o ponto de referência. Se o ponto de referência está centralizado, centralize o molde também.

Como aumentar moldes em escala

Agora trace várias retas (com régua), começando do ponto de referência, e passando por um dos outros pontos. Faça uma para cada ponto. Elas devem ser bem longas e ultrapassar os limites do molde, de preferência ocupando todo o papel kraft.

Como aumentar moldes em escala

Chegou a hora de aumentar! Meça a distância entre o ponto de referência e um dos outros pontos. No meu primeiro ponto, foi 3,7. Agora multiplique essa medida por 10.

Como aumentar moldes em escala

Marque-a sobre a reta, a partir do ponto de referência. Faça isso para todos os pontos do molde.

Só falta ligar os pontos! Tente reproduzir fielmente o contorno do molde original, usando réguas ou curvas.

Como aumentar moldes em escala

Depois disso, para usar o molde você pode fazer a gradação para seu tamanho e adicionar margens de costura. Não se esqueça de que esses moldes foram reproduzidos exatamente como as peças antigas, logo estão no tamanho das donas originais!

Aproveitem!

 

This article has 6 comments

  1. Adorei Renata vou tentar fazer.
    Bjs

  2. Quero muito lhe parabenizar pelo site (que contem artigos uteis – ex: não deixar bolhas em pences)e por mante-lo atualizado. E agora, quero parabeniza-la pela pessoa que conheci através da leitura do seu site, incansável pesquisadora, e “aperfeiçoadora”. Você é um exemplo na área de modelagem a se seguir.

  3. Ps: Aproveitando o espaço, li sobre protótipos, e gostaria de saber qual tecido você usa para faze-los.

    • Muito obrigada, Fernanda! Eu costumo usar pano americano ou algodão cru em peso semelhante ao tecido da roupa que quero fazer. Caso não há um pano americano equivalente, como musselines, cetins e crepes, por exemplo, uso sintéticos baratos.

  4. olá Renata,sou aprendiz de modelista.Minha grande duvida sempre é a gradação,posso fazer isso graduando moldes tamanho P M G?quando faço protótipo é de todos os tamanhos ou um só?

    • Oi Danielly!
      Você pode sim fazer PMG. Daí você começa com o M, e modifica para P e para G. Tens que ter todas as medidas desses tamanhos (busto, cintura, quadril, costas, comprimento do corpo, etc).
      O protótipo é feito em todos os tamanhos quando tu estás fazendo uma base. Se a base já foi testada, não precisa fazer todos os tamanhos, apenas o menor, o do meio e o maior, a não ser que seja um modelo muito complicado.
      Abraço e bons estudos!

Leave a Reply

Couldn't connect to server: Connection timed out (110)